Depressão: quando a alma adoece (Parte 2) - Por Elaine Cruz

Continuando nossa abordagem sobre o tema depressão, seguem o segundo e terceiro conselhos básicos sobre como tratar esse problema. Em segundo lugar, portanto, entenda que há momentos em que todos nós, por situações várias, nos sentimos deprimidos. Quem já não ouviu sobre a depressão pós-parto, quando a mãe se sente vazia, sozinha e assustada? Quem pode estar alegre com a morte de um filho ou de um pai? Entretanto, não deixe que estes estados se delonguem, que se transformem em algo duradouro, em um quadro depressivo.

Lembre-se que, na Bíblia, sempre encontramos palavras de ânimo. As palavras de Jesus e dos salmistas e apóstolos foram sempre Tende bom ânimo (João 16.33);  Alegrai-vos (Salmo 32.11; Romanos 14.17);  Fortalecei-vos (Efésios 3.10; Tiago 5.8). Jesus é o que dá força ao cansado e multiplica e o poder aos que não têm vigor (Isaías 40.29). Portanto, tal qual Davi: “Espera no Senhor; sê forte, e anima-te...” (Sl 27.14).

Em terceiro lugar, cuide-se. Na ausência de tratamento, os episódios de depressão duram em média oito meses, e saiba que a doença é recorrente: para quem já apresentou um episódio de depressão a probabilidade de ter o segundo em dois anos é de 40%, e de 72% em cinco anos. Portanto, se profissionais atestarem o fato de que você está depressivo, tome os remédios, não esquecendo de orar todas as vezes que usá-los para que somente façam o efeito desejado, e não provoquem distúrbios futuros ou efeitos colaterais. E, mesmo assim, não desista: Jesus levou na cruz todas as nossas enfermidades e Ele pode ajudar você em seu processo de cura, mesmo que seja por meio de remédios!

O que você não pode fazer é fechar os olhos e se sentir culpado por estar enfermo ou deprimido, como se estivesse em pecado e Deus se afastasse de você, levando com ele sua alegria da salvação. Lembre-se que a salvação não pode ser um simples sentimento ou sensação. Ela tem que ser racional, ela tem que ser real. Você precisa se saber salvo(a), e não apenas se sentir salvo(a). Assim como também não pode negligenciar o que você precisa fazer, como descansar, organizar melhor sua agenda e reordenar suas prioridades.

Portanto, por mais dolorosos que sejam alguns momentos da vida, levando você até mesmo à depressão, saiba que, em Deus, há sempre uma esperança. A dor vai passar, a melancolia vai ceder, o sono irá voltar, o prazer e o ânimo serão renovados, e a vida – não a morte – será o motivo da sua canção.

Espere pela luz, espere no sol da justiça que é Jesus. Afinal, o choro pode durar uma noite, e há noites que parecem muito longas, mas a alegria vem pela manhã. Fonte: CPAD News


Leia mais...

O Casamento Preenche Nossas Lacunas - Por Dr Jesimar Brito

Texto: Gênesis 2.18: "E disse o SENHOR Deus: Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma adjutora que lhe seja idônea".
Este texto nos leva a pensar e concluir que nosso objetivo no casamento é completar o cônjuge.
Apesar de Adão viver em um lugar perfeito, ele estava só. Estava incompleto, não tinha como viver e demonstrar comunhão. Com quem?
DEUS percebeu a ausência complementar deste homem, coroa da criação. E assim surgiu a ajudante parecida com ele.
Na carta Paulina de I Coríntios 11.11, Paulo escreveu que "Nem o varão é sem a mulher, nem a mulher, sem o varão, no Senhor". Um cônjuge precisa do outro.
Na verdade, temos vazios que a outra pessoa preenche.
Foi exatamente o que DEUS fez ao criar a Eva para o Adão: juntos preencheriam seus vazios.
Complementamos nossas estruturas emocionais, relacionais e físicas com nosso cônjuge.
DEUS quis assim porque viu que desta forma é mais fácil administrar a razão sem comprometer a emoção.
Por isso que nos completamos!
Devemos confiar em DEUS e deixá-Lo dirigir nossa união conjugal.
DEUS nos abençoe. Jesimar Brito


Leia mais...

Depressão: quando a alma adoece (Parte 1) Por Elaine Cruz

Quantas vezes você já teve vontade de chorar horas seguidas? Já fechou os olhos e desejou que a situação vivenciada, por ser dura e cruel, fosse parte de um sonho? Você já se sentiu desanimado, sem coragem de sair de casa? Lembra-se de dias em que o simples pensar em levantar da cama lhe apavorava? Recorda-se da dor que sentiu quando perdeu um membro de sua família? Tem por vezes a sensação de que seu mundo ruiu e que você está só, sem poder receber ajuda mesmo daqueles que se oferecem?
Momentos de tristeza, de agonia, de dor e frustração fazem parte de sua vida cotidiana. Você vive em um mundo onde problemas, dores e morte são inevitáveis, onde vivencia situações que geram ansiedade, estresse, tristeza e melancolia. E onde a depressão, que há mais de dois mil anos é reconhecida como um mal que acometia algumas pessoas, nos dias atuais é classificada como uma doença que pode levar à morte. A depressão é, sem dúvida, o grande mal do século. Publicações em todo o mundo têm discutido suas causas e efeitos, e anualmente, em todo o mundo, são gastos milhares de dólares em pesquisas sobre o assunto, além de milhões de pessoas que gastam bilhões de dólares comprando antidepressivos.
Depressão não é um simples estado emocional, é uma doença de causa orgânica, quando um descontrole na química cerebral atinge certas áreas corticais. Estudos mostram que baixos níveis de neurotransmissores, como a serotonina, substância principal para a sensação de bem estar e controle de humor, estão associados a crises depressivas.  É uma doença crônica, recorrente, muitas vezes com alta concentração de casos na mesma família.
Antes da puberdade, o risco de apresentar depressão é o mesmo para meninos ou meninas. Mais tarde, ele se torna duas vezes maior no sexo feminino. Ter um dos pais com depressão também aumenta de duas a quatro vezes o risco. Além disso, alterações hormonais também favorecem o surgimento da depressão – o que explica a grande ocorrência entre adolescentes e jovens , fazendo com que fiquem persistentemente irritados e tristonhos, comprometendo as relações familiares, as amizades e a performance escolar.
Para os jovens, um episódio de depressão pode ser indicado pela presença de cinco ou mais dos seguintes sintomas, quase todos os dias, por um período de pelo menos duas semanas: • Insônia (falta de sono) ou sono exagerado;
• Agitação psicomotora, do tipo que a pessoa não consegue parar quieta nem  quando dorme;
• Apatia, quando há uma sensação de que as emoções não estão sendo vivenciadas como deveriam, causando um desânimo geral; 
• Cansaço ou perda de energia;
• Sentimento exagerado de culpa ou de inutilidade;
• Diminuição da capacidade de concentração e de pensar com clareza;
• Pensamentos recorrentes de morte, de pensar em suicídio, ou a vontade de assistir  programas sobre morte, ou mesmo pesquisar temas suicidas na internet;
• Estado de espírito depressivo e pessimista durante a maior parte do dia;
• Interesse ou prazer pela maioria das atividades claramente diminuídos; • Diminuição do apetite, perda ou ganho significativo de peso na ausência de regime alimentar (geralmente, uma variação de pelo menos 5% do peso corpóreo);
• Vontade de se isolar da família e de amigos, a não ser que eles também cultuem um comportamento mórbido e triste.
Desencadeada por uma situação inesperada ou indesejada, a depressão pode, em graus extremos, levar à reclusão, ao afastamento dos familiares, provocar outras doenças de fundo psicossomático e, na última das hipóteses, levar à morte. É ela, por exemplo, uma das principais causas, além da ação e incentivo de Satanás, para o ato suicida.
Sabe-se que há etapas anteriores ao estado depressivo, estágios que se sucedem e aprofundam os sintomas, levando o indivíduo ao estado depressivo. O primeiro é o que chamamos de estresse, que geralmente é causado por uma conjunção de fatores, como horas de sono abaixo do necessário, excesso de atividades e má alimentação. Quando você não se cerca de cuidados necessários para o descanso e bem estar do seu organismo, surge uma sensação permanente de desconforto, um cansaço mental e físico permanente, fadiga, agitação, apatia e irritabilidade.
Deus nos deu exemplo do quanto repousar corpo e mente é importante. Encontramos na Bíblia ordenanças até mesmo quanto ao descanso da terra, e vemos que Jesus muitas vezes separou alguns dias para descansar. Lemos na Bíblia que devemos cuidar do nosso corpo, pois ele é santuário do Espírito Santo. O cotidiano agitado e desregrado, em que o sono da madrugada é trocado pelas conversas na internet, abre a porta para doenças físicas e emocionais, fazendo com que haja uma preocupação excessiva com as coisas e fatos, tornando os dias poucos prazerosos, roubando a alegria e ânimo para grandes e pequenas realizações.
Você é um ser pensante, inteligente e racional, com a capacidade e obrigação de analisar as situações para decidir como organizar melhor o seu tempo, fazendo uma agenda dos compromissos, estruturando a sua vida da melhor forma possível. Se você tem pensado sobre um problema horas e horas, mas sem analisá-lo com clareza, sempre se atendo ao lado negativo e imaginado a pior solução possível, precisa mudar sua forma de pensar.
Muitos jovens propõem para si mesmos metas impossíveis, que demandam mais tempo do que desejam. Outros se apaixonam por pessoas erradas e teimam que vão fazer o(a) outro(a) gostar dele, esquecendo-se que nós não decidimos pelo outro. Há ainda os que querem ser os mais populares, as mais bonitas, os mais sarados e fortes, e por conta disso perdem amigos e magoam pessoas queridas. Pessoas assim vivem num mundo irreal por meses – e quando acordam se frustram,  se decepcionam e se entristecem, muitas vezes entrando num movimento de “ninguém me quer”, “ninguém me vê”, “não vou conseguir, não sou ninguém”. Surge o medo, o pânico, a sensação de que tudo está caindo sobre a sua cabeça, que seu mundo ruiu.
Por conta da perturbação no sono, da alteração de apetite, da falta de perspectiva de futuro e da alegria, da idéia recorrente de suicídio e morte, além de dores generalizadas, a depressão é uma doença cruel, que afeta corpo e mente, e que, sem dúvida, tem sérias implicações espirituais.
No meio evangélico, esse assunto tem gerado muitas controvérsias. Não há dúvida de que a depressão pode ser fruto de erros e pecados e da vida estressante e ansiosa que vivemos. Mas, primeiramente, entenda que é uma doença, que, como já dissemos, tem estágios e causa orgânica, e em alguns casos são indicados remédios específicos para a sua cura. Muitos entendem que toda e qualquer tristeza ou depressão é só de fundo espiritual, e esquecem-se de que a Bíblia é cheia de exemplos de homens de Deus que ficaram deprimidos e melancólicos. Lemos que Moisés sentiu-se estressado e ansioso por causa de sua grande responsabilidade em conduzir os hebreus pelo deserto, a ponto de seu sogro ajudá-lo a definir prioridades. Elias, profeta de fogo e de fé, escondeu-se com medo em uma caverna e deixou-se levar pela depressão a ponto de perder o sono, as forças e o apetite. Jeremias retrata sua lamentação e melancolia em seus escritos. Davi, homem segundo o coração de Deus, retrata em muitas passagens os sintomas da depressão que hoje conhecemos. No Salmo 38, encontramos alguns: “Estou encurvado e muito abatido; ando lamentando todo o dia. Os meus lombos estão cheios de dores; não há coisa sã na minha carne. Estou fraco e totalmente quebrantado; dou gemidos por causa da angústia do meu coração. Senhor, diante de ti está todo o meu desespero, o meu gemido não te é oculto. O meu coração está agitado, as forças me faltam, até a luz dos meus olhos se me deixou”. Podemos, sim, ficar estressados, ansiosos, tristes, desanimados e depressivos. Somos humanos e imperfeitos, vivendo em um mundo cheio de injustiças. Nem tudo o que nos acontece tem como pano de fundo só uma perspectiva espiritual. Muitas vezes colhemos frutos de nosso descaso para com o descanso corporal, de uma criação familiar que incutiu em nós insegurança e baixa auto-estima, de situações adversas e dolorosas que maltratam nossa mente e coração. Fonte: CPAD NEWS


Leia mais...
012

Visitantes

327810
HojeHoje131
OntemOntem566
Esta SemanaEsta Semana1873
Este MêsEste Mês13209

Vamos curtir?

TV AD-OSASCO

Agenda de Eventos

No Mês passado Setembro 2014 No Mês próximo
D 2a 3a 4a 5a 6a S
week 36 1 2 3 4 5 6
week 37 7 8 9 10 11 12 13
week 38 14 15 16 17 18 19 20
week 39 21 22 23 24 25 26 27
week 40 28 29 30

Meditação na Palavra

E eu vos digo a vós: Pedi, e dar-se-vos-á; buscai, e achareis; batei, e abrir-se-vos-á;

Lucas - 11:9

Newsletter AD-OSASCO

Cadastre-se em nossa base de dados e fique por dentro de tudo o que acontece na AD-OSASCO