Encontro de casais 2015

Faça sua Inscrição, Clique [aqui]

Caminhão Missionário

Chegou! Com muita alegria e com extrema gratidão, a URGEM e a AD-OSASCO agradecem a todos os amad...

10º COMED - Congresso de Missões, Evangelismo e Discipulado

Veja como foi a semana do 10º COMED - Congresso de Missões, Evangelismo e Discipulado Fotos Vídeo...

Pense com a Mente de Cristo - Por Valmir Nascimento

Ter a mente do Senhor é um aspecto central da fé cristã. O apóstolo Paulo expressou isso da seguinte forma: Porque, quem conheceu a mente do Senhor, para que possa instruí-lo? Mas nós temos a mente de Cristo (1Co 2.16). No original grego, a palavra mente (nous) significa o lugar da consciência reflexiva, compreendendo as faculdades de percepção e entendimento, e do sentimento, julgamento e determinação [1]. Ter a mente de Cristo, portanto, implica em pensar como ele e aplicar as verdades bíblicas em tudo o que fazemos. Ter a mente de Cristo envolve refletir, compreender, sentir, julgar e decidir de acordo com a vontade de Deus. Em síntese, pensar com a mente de Cristo envolve três aspectos básicos: visãoreflexão decisão nos moldes de Jesus. Todos esses componentes, juntos, formam uma cosmovisão adequada e biblicamente relevante. Comecemos pela visão. A visão é um dos cinco sentidos que formam o conjunto da percepção humana. A visão de Jesus envolve a observação crítica sobre a sociedade e as pessoas em geral. Ao chamar os seus primeiros discípulos, ele disse: "Vinde e vede" (Jo 1.38). Em outra oportunidade o Mestre alertou: "Olhai, vigiai e orai; porque não sabeis quando chegará o tempo" (Mc 13.33). Mas, muito além de aconselhar os seus discípulos sobre a importância da visão, o próprio Mestre colocava essa verdade em prática. É interessante como a Bíblia enfatiza o olhar de Jesus em diversas oportunidades e situações (Mt 19.26; Mc 14.67; Mc 10.27; Jo 11.41; Jo 17.1), a revelar a sua preocupação em entender o seu próprio tempo e os fatores de influxo da sociedade da época. Ele era espiritual, mas não alienado; tinha uma percepção muito clara sobre o contexto cultural, religioso, econômico e político daquele momento. As características marcantes da visão do Mestre nos fornecem condições suficientes para fundamentar uma perspectiva cristã sobre todas as coisas, afastando ao mesmo tempo o olhar míope e desvirtuado do mundo em que vivemos. Na medida em que observamos seus ensinamentos, o conteúdo de suas parábolas e a forma como vivia, entendemos o ponto de partida da cosmovisão cristã, consistente na forma adequada de se ler e compreender o mundo à nossa volta. Mas, como Jesus enxergava? Os evangelhos deixam transparecer que Jesus via e compreendia toda a realidade a partir de três focos essenciais: CriaçãoQueda Redenção. Além de formar a própria lente do Cristianismo esses três elementos ajudam a compreender e refutar as cosmovisões antiteístas e não cristãs, pois toda visão de mundo pode ser analisada pela maneira como responde a três perguntas básicas: De onde viemos e quem somos nós (criação)? O que deu errado com o mundo (queda)? E o que podemos fazer para consertar isso (redenção)? Seja como for, o que nos importa é assimilar a abrangência da visão de Cristo com fundamento nessa tríade, sem desprezar nenhum de seus aspectos, pois como escreveu Timothy Keller: “Se você deixa de lado alguma destas três perspectivas, você tem uma visão distorcida da realidade” [2] . Por Valmir Nascimento # Série: Pense com a Mente de Cristo   Referências: [1] VINE, W. E., Dicionário Vine. Rio de Janeiro: CPAD, 2002, p. 784. [2] Disponível em: Disponível em: http://timkelleremportugues.blogspot.com.br/2010/08/criacao-queda-redencao-e-seu-dinheiro.html. Acesso em 10 de abril de 2014.


Leia mais...

Em todo o tempo - Por Pr. Gesanias de Oliveira

Texto: Eclesiastes 9.1-8 “Em todo o tempo” Introdução: Eclesiastes é um livro de um tratado sobre a filosofia correta de vida. E um excelente exemplo de literatura de sabedoria do antigo testamento. O pensamento destes 12 capítulos da voltas, sobe e desce, e as vezes parece pessimistas e as vezes otimistas. Embora Deus seja mencionado 20 vezes, 27 fatos preocupam o autor trazendo 4 problemas principais. No capitulo 2 a vida e a injustiça, no capitulo 8 o mundo é impenetrável, no capitulo 11 o futuro é incerto, e no capitulo 9 a morte é obscura. E no fim de sua vida o sábio descreve que nesse no capitulo 12 que de “ vaidade a vaidade” tudo é vaidade... I Capitulo 9.2- do que o homem não consegue fugir??? E isso não importa a sua classe social, a cor da sua pele, se mora no Morumbi ou se mora em uma favela. A morte é certa para todos. II No capitulo 9.4- Que serventia tem acompanhar um morto, o que está morto não sabe para onde vai, e por isso que acompanhamos os vivos, pois com eles há esperança. Os vivos sabem que vão morrer, mas os mortos uma vez que morreram não sabem coisa alguma... III No capitulo 9.6- Quando uma pessoa mal morre, ate seu amor, sua maldade, seu ódio, a sua inveja, já pereceram. Quem se lembra de Vladimir Lenin, ou Mussolini, Stalin, ou ate mesmo Hitler, só são lembrado por conta dos livros de historias. Suas obras estão esquecidas e será lembrada naquele dia o dia do julgamento final. Levante a sua cabeça, o que passou, passou. Não sei o que fizeram de mal pra você, deixe que se cumpra a palavra de Deus na sua vida “as coisas velhas se passaram, e eis que tudo se fez novo”. Deixe que o juízo de Deus se cumpra em cada circunstância de sua vida. IV Ò  Há um conselho do sábio para você Ò  No cap.9.7- ele diz: Vai e come com alegria o teu pão, e bebe com bom coração o teu vinho. Ò  Hoje há uma palavra profética para a sua vida. Ò  Hoje o Senhor tira da sua boca o gosto amargo que tem sentido há algum tempo, hoje o Senhor  te dá de beber e essa bebida tem sabor de mel, tem gosto de vitória, diz o Senhor para sua vida hoje... Ò  Hoje o Senhor diz: come se alimente dessa palavra e anima-te, pois um novo dia raiara pra você. V “Em todo o tempo” seja alva as tuas vestes, e nunca falte o óleo sobre a sua cabeça. A o tempo da vida, que é o período da gestação, que são 9 meses.

Talvez você esteja esperando algo para sua vida da parte de deus.

e o sábio diz: que “há tempo determinado para todas as coisas em cima no céu e em baixo na terra”. Hoje há uma resposta de Deus para a sua vida. VI Seja alva as tuas vestes Não vai ser por conta dessas lutas que você vai trocar a sua vitória por um prato de lentilhas. Não vai ser por causa dessas acusações que você vai desistir. Ò  Não vai ser por causa dos seus filhos Ò  Não vai ser por causa do teu marido ou da sua esposa que você vai manchar o que Jesus purificou
Em todo o tempo seja alva as tuas vestes... Ò  “nunca falte o Óleo sobre a sua cabeça”. Ò  Não pode faltar Graça de Deus sobre a sua vida. Ò  Não pode faltar unção de Deus sobre a sua vida. Ò  Não pode faltar a adoração a Deus nos seus lábios.     Fonte: http://blogdopastorgesaniasdeoliveira.blogspot.com.br


Leia mais...

Como o cristão deve celebrar o Natal - Por Ciro Sanches Zibordi - CPAD News

O cristão que tem bom senso participa, de modo prudente, das confraternizações de fim de ano, com a família e os amigos, na igreja ou até mesmo com os colegas de trabalho. Quanto ao Natal, especificamente, toda a cristandade deveria participar dessa celebração com muita alegria e gratidão a Deus, mostrando ao mundo que o Senhor Jesus é o verdadeiro protagonista do Natal.

Em Mateus 2.1-12, aprendemos com os magos do Oriente a celebrar o verdadeiro Natal de Cristo, que nada tem a ver com Papai Noel, árvore enfeitada e colorida, bacalhau, peru, pernil, panetone, rabanada, amigo oculto (ou secreto), etc. Embora tudo isso faça parte das confraternizações de fim de ano, é importante não ignorarmos o verdadeiro significado do Natal.

Os magos do Oriente eram sábios (estudiosos dos astros), originários, possivelmente, da Pérsia. O romanismo diz que eles eram três reis e os chama de Melquior, Baltasar e Gaspar. A Palavra de Deus se limita a identificá-los como “uns magos” (Mt 2.1). Deduz-se que eram três por causa do número de presentes oferecidos ao Menino: ouro, incenso e mirra. Mas quem pode garantir o que e em qual quantidade cada um dos magos ofertou?

Os magos não visitaram o Menino quando Ele estava em uma manjedoura, como vemos nos presépios romanistas. Quando aqueles sábios estiveram com o Senhor Jesus, viram-no em uma casa (Mt 2.11). E Ele já tinha pelo menos dois anos de idade, visto que Herodes Magno, depois de chamar os magos e inquirir “exatamente deles acerca do tempo em que a estrela lhes aparecera” (v.7), “mandou matar todos os meninos que havia em Belém e em todos os seus contornos, de dois anos para baixo, segundo o tempo que diligentemente inquirira dos magos” (v.16).

Aos magos interessava encontrar o Menino. Eles “perguntaram: Onde está aquele que é nascido rei dos judeus?” (Mt 2.2a). Nessa época do ano, poucos se lembram do Aniversariante! Mas o Senhor Jesus não pode ser ignorado. Em nenhum outro há salvação (At 4.12; Jo 10.9). Ele é único Mediador entre Deus e os homens (1 Tm 2.5; Hb 7.25). Somente Ele nasceu sem pecado. Somente Ele viveu sem pecado. Somente Ele morreu por nossos pecados. E somente Ele ressuscitou para a nossa justificação!

Os magos desejavam adorar o Menino. “Porque vimos a sua estrela no Oriente e viemos a adorá-lo”, disseram (Mt 2.2b). Eles não queriam adorar a estrela. Eles não queriam adorar a mãe do Menino. Eles queriam adorar o Rei dos reis e Senhor dos senhores! Os magos se alegraram ao achar o local onde estava o Menino. Eles seguiram a estrela que viram no Oriente. E, quando ela se deteve, souberam onde estava o Senhor Jesus e “alegraram-se muito com grande júbilo” (Mt 2.10).

Os magos se alegraram antes de ver o Menino! Muitos precisam ver para crer, mas o verdadeiro adorador adora a Jesus mesmo sem vê-lo. Lembre-se do que o Senhor disse ao incrédulo Tomé: “Porque me viste, Tomé, creste; bem-aventurados os que não viram e creram!” (Jo 20.29).

Os magos abriram os tesouros. Eles tinham algo para oferecer ao Menino (Mt 2.11). Muita gente, nessa época de festas, só quer receber. Elas pensam que Deus é como o Papai Noel... Mas nós devemos oferecer algo ao nosso Senhor e Salvador: “Que darei eu ao SENHOR por todos os benefícios que me tem feito? Tomarei o cálice da salvação e invocarei o nome do SENHOR” (Sl 116.12,13).

Os magos ofereceram dádivas ao Menino. Eles levaram consigo ouro, incenso e mirra (Mt 2.11). O número três fala de uma oferta completa (Sl 103.1,2; 1 Ts 5.23). O ouro, metal nobilíssimo, representa a nossa adoração em espírito e em verdade (Jo 4.23,24). O incenso — que, no Tabernáculo e no Templo, era formado por quatro especiarias (estoraque, onicha, gálbano e incenso puro) — alude aos nossos louvor, ações de graça, intercessões e súplicas pessoais, que sobem perante a face do Senhor como cheiro suave (Sl 141.2; Ap 5.8). E a mirra, um perfume extraído de plantas especiais, fala do nosso “bom cheiro” (2 Co 2.15).

Os magos foram guiados por Deus. Eles foram “por divina revelação avisados em sonhos para que não voltassem para junto de Herodes” (Mt 2.12). O crente que conhece o verdadeiro sentido do Natal não é guiado por horóscopo nem por conselhos de ímpios. Ele é guiado pela Palavra de Deus (Sl 119.105) e pelo Espírito Santo (At 8.29).

Os magos partiram por outro caminho. Quem adora a Jesus de verdade encontra uma saída. Assim como o povo de Israel, nos dias do profeta Ezequiel, entrava por uma porta e saía por outra (Ez 46.9), os verdadeiros adoradores entram pela “porta do problema” e saem pela “porta da solução”; entram pela “porta da enfermidade” e saem pela “porta da cura”. E assim por diante. Lembre-se das palavras do protagonista do Natal: “Eu sou a porta; se alguém entrar por mim, salvar-se-á, e entrará, e sairá, e achará pastagens” (Jo 10.9).

Happy Christmas with Jesus Christ!

Ciro Sanches Zibordi Fonte: CPAD News


Leia mais...
012

Visitantes

442597
HojeHoje969
OntemOntem1072
Esta SemanaEsta Semana4919
Este MêsEste Mês30418

Vamos curtir?

TV AD-OSASCO

Agenda AD-OSASCO 2015


Meditação na Palavra

E o SENHOR te dará abundância de bens no fruto do teu ventre, e no fruto dos teus animais, e no fruto do teu solo, sobre a terra que o SENHOR jurou a teus pais te dar.

Deuteronômio - 28:11

Newsletter AD-OSASCO

Cadastre-se em nossa base de dados e fique por dentro de tudo o que acontece na AD-OSASCO